Grupo terceira idade: o que é

terceira idade fim de 2012 030

Um projeto para a terceira idade

 Um impactante acontecimento mundial é o envelhecimento da população e as repercussões político-econômicas e psicossociais do aumento da expectativa de vida.

Até bem pouco tempo dizia-se que o Brasil era um país de jovens. Já não é mais. As estatísticas comprovam que ele também está envelhecendo. Há poucos anos morria-se de velhice aos 60 anos de idade. Hoje, chega-se aos 90 com relativa facilidade e os cientistas afirmam que nos próximos anos muita gente com mais de 100 anos de idade estará circulando em nossa volta. Pesquisa do IBGE prevê para o Brasil, em 2020, uma população de cerca de 30 milhões de pessoas na terceira idade, transformando-se no sexto país do mundo com mais idosos.

Entretanto, viver mais tempo causa problemas. Há consequências decorrentes do envelhecimento da população e da convivência com tantas pessoas idosas. Não estamos preparados para atender a essa faixa da população, cada vez maior e com necessidades tão específicas. No plano sócio-econômico, por exemplo, o número cada vez maior de idosos, sem uma ocupação e com baixa remuneração devido à aposentadoria, tem sido um sério problema em nosso país. A cada dia mais aposentados engrossam a folha de pagamento do INSS, significando dizer mais problemas. Essa é uma faixa da população teoricamente mais sensível às doenças crônicas, como diabetes e hipertensão. Não há um sistema de saúde para acolher e atender os idosos, a maioria deles sem condições de pagar Planos de Saúde particular ou comprar remédios justamente numa idade quando são tão necessários. Essa via-crucis cria mais problemas de ordem psicossocial: o desespero, a desesperança, o abandono, a solidão e por aí vai.

Cada vez mais visíveis, as questões relativas à terceira idade colocam desafios políticos e teóricos, constituindo-se num dos mais significativos fatos sociais no Brasil. Sendo assim, é tarefa coletiva, não só dos governos, mas também da sociedade civil, desenvolver mecanismos que garantam ao cidadão um envelhecimento com dignidade e participação na sociedade.

Embora tenhamos no Rio de Janeiro algumas iniciativas dos governos estadual e municipal voltadas para a terceira idade, elas de fato não chegam a todos os idosos. Assim sendo, cabe a cada segmento da sociedade civil fazer a sua parte, propiciando uma vida mais saudável a essa população.

A ABM, onze anos atrás, encarou a sua responsabilidade. Percebeu as necessidades desse grupo de pessoas de uma faixa etária com naturais limitações físicas e, por isso, teoricamente mais sensíveis a doenças crônicas. Deu-se conta que os sentimentos, os afetos, a percepção, tudo acompanha o processo de envelhecimento e que, por via de consequência, é uma fase da vida em que a pessoa idosa pode estar sujeita a momentos de depressão, sentindo-se abandonada, em solidão e desesperançada. Criou, assim, o PROJETO TERCEIRA IDADE que vem nesses anos desenvolvendo atividades tendo presente que a pessoa idosa precisa de ajuda para resgatar a sua autoestima e a sua autoconfiança, para que se sinta bem e possa viver melhor. Uma grande parte desse contingente vive em solidão e precisa de afeto e atenção. Outras, porque limitadas e sozinhas, sem grande autonomia, precisam de ajuda no seu dia a dia, até para pagarem pequenas contas nos bancos. Vivemos numa sociedade de divisões etárias e a pessoa idosa é discriminada. Temos o costume de separá-los, como para atendê-los e servi-los, mas essa é uma atitude iníqua. O correto e saudável para a pessoa idosa é que ela se agregue não só com os de sua própria faixa etária, mas que possa compartilhar com as demais idades. O Projeto da ABM tem, assim, o cuidado que se deve ter para com as pessoas da terceira idade, propiciando oportunidade de inserção nas atividades globais da comunidade e a integração as demais faixas etárias.

Além de ter em sua agenda um dia especial por semana (quarta-feira) para atividades variadas com o grupo – as Tardes de Convivência, que acontecem no salão da sede - o Projeto Terceira Idade da ABM desenvolve um sem número de atividades que visam promover o idoso ou a idosa, melhorando a sua qualidade de vida, alegrando o seu dia a dia e, com isto, resgatando a sua autoestima, tudo feito com muita alegria e amor, em ambiente de fraternidade e de companheirismo, como um grande grupo, uma grande família.

Momentos de alegre convívio nas Tardes de Convivência, idas a teatros, passeios, excursões, jantares dançantes, almoços de confraternização, jogos de salão e recreação, ginástica para terceira idade, oficinas de memória, artesanatos, enfim, um elenco de atividades sócio-culturais e recreativas, em um ambiente onde todos são acolhidos com carinho e atenção e se sentem à vontade e são valorizados: esta é uma visão do que é o Projeto Terceira Idade da ABM, aberto a todos os associados que compõem a grande família do Bosque Marapendi.