Prefeitura inicia obras de três Clínicas da Família

A Prefeitura deu início à construção de mais três clínicas da família na região de Jacarepaguá. Juntas, as novas unidades beneficiarão 81 mil pessoas e levarão para as comunidades atendimento de saúde da família e saúde bucal. As obras no Anil, em Curicica e na Praça Seca foram lançadas no sábado, dia 22 de agosto, e ficarão a cargo da RioUrbe.

O subprefeito Alex Costa destaca a importância da prevenção da saúde e dos cuidados básicos que são prestados por essas unidades.

- Os números mostram que mais crianças estão recebendo assistência médica, diminuindo o número de internações na cidade do Rio de Janeiro. A Prefeitura está investindo em transporte, construindo BRTs, viadutos e pontes, mas não descuidou na saúde e educação. Estamos construindo escolas do amanhã, com turno único, para atender nossas crianças com educação de qualidade e em um horário que dará mais tranquilidade aos pais e estamos construindo clínicas, com médicos de várias especialidades, para que elas não fiquem doentes e não tenham que ser levadas ao hospital – destacou Alex nos discursos que fez durante o lançamento das obras.

No Anil, a nova clínica ficará na Avenida Canal do Anil, s/n, no antigo terreno da AmBev. Contará com nove equipes de saúde da família e quatro de saúde bucal, com cobertura de 27 mil moradores. A unidade de Curicica será erguida na Estrada dos Bandeirantes, ao lado do número 4.211, e terá capacidade de atendimento de 30 mil usuários, com dez equipes de saúde da família e quatro de saúde bucal. Já a clínica da Praça Seca foi lançada na Rua Cândido Benício, s/n, junto ao Ciep Carlos Drumond de Andrade. Suas oito equipes de saúde da família e as três de saúde bucal beneficiarão 24 mil pessoas.

- Essas clínicas serão entregues no padrão que todo mundo merece. O morador poderá contar com a Academia Carioca para a prática de exercícios, e as grávidas vão realizar todo o pré natal em um mesmo local. Essas novas unidades fazem parte da meta estratégica da prefeitura de alcançar uma cobertura de saúde de 70% da população - disse o secretário municipal de Saúde, Daniel Soranz. 

A Secretaria Municipal de Saúde tem atualmente na Área de Planejamento 4.0 (região da Barra e Jacarepaguá) 26 unidades, sendo 11 centros municipais de saúde, três clínicas da família, uma policlínica, uma unidade de pronto atendimento, uma coordenação de emergência regional, três hospitais, uma maternidade, duas unidades psiquiátricas, três centros de atenção psicossocial. A cobertura de saúde da família da AP 4.0 é atualmente de 15.38%. As clínicas da família fazem parte de um projeto pioneiro e inovador que permitiu a revolução histórica no setor de saúde da cidade. O Rio já conta com 77 clínicas da família inauguradas desde 2009. A meta da Prefeitura é inaugurar mais 63 até o fim de 2016, alcançando uma cobertura de 70% da população pela Estratégia de Saúde da Família. Em 2008, o Rio era a capital brasileira com pior cobertura de saúde, com apenas 3,5% dos cariocas atendidos pela estratégia. Atualmente, já são 48,1% de cobertura da população, o que representa mais de 3 milhões de pessoas beneficiadas.

A construção dessas novas unidades de saúde está incluída no repasse, em julho do ano passado, de R$ 130 milhões da economia orçamentária da Câmara Municipal para que fossem utilizados pela Prefeitura do Rio na construção de novas clínicas.

Valdete de Barros mora há 29 anos na localidade conhecida como Partido Alto, próxima à clínica de Curicica, e disse estar ansiosa e otimista com a nova unidade:

- Vai ser ótimo ter uma clínica do lado de casa. Já não enxergo mais direito e ainda tenho labirintite, então é muito ruim pegar um ônibus ou ir para locais mais distantes. Vou ter tudo o que preciso aqui na clínica, do meu ladinho.