Segurança no Bosque (clique aqui para ler a carta completa)

Rio de Janeiro, 21 de agosto de 2015
 
Ao
Com. do 31º Batalhão de Polícia Militar do Rio de Janeiro
Coronel Sérgio Schalione
 
Ref.:  SEGURANÇA NO ENTORNO DA ABM
 
Prezado Senhor,
Quando se trata de segurança busca-se o limite zero, número que entendemos ser difícil de atingir.  No entanto esta deve ser a meta.
O que vimos nos últimos dias no nosso entorno, no entanto, está insustentável.  Não há como suportar a sensação de medo pelo fato de não nos sentirmos seguros nas proximidades de nossas residências e no entorno de nossa comunidade.
Se não vejamos:
Fato 1 -     Dia 06.08.15 – quinta feira – hora 05h30min, uma dupla, em motocicleta 125, escura, efetua vários assaltos ao longo da Av. Pref. Dulcídio Cardoso, nos pontos de embarque de ônibus comunitário.
                Na reunião do dia 10.08.15, do 31º Conselho Comunitário de Segurança (31º CCS) manifestei-me aos representantes do Poder Público, ao Presidente do 31º CCS, Sr. Cléo Pagliosa e diversos representantes de associações, relatando o ocorrido e as providências que a Polícia Militar tomou no dia 06.08.15.
 
Fato 2 -     Dia 20.08.15 – quinta feira – hora 05h50min, uma dupla em motocicleta, escura, efetua vários assaltos ao longo da Av. Pref. Dulcídio Cardoso, também nos pontos de embarque de ônibus comunitário.  Iniciaram os eventos em tentativa de assalto à um veículo vermelho que imprimiu fuga em alta velocidade.
                Com a moto enguiçada, entraram no Bosque da ABM, pela Rua Silvio Pinto ao lado do Condomínio Via Cancun.
                Já no bosque, renderam (estavam armados) o vigilante da empresa que faz a segurança no local e roubaram-lhe a bicicleta abandonando a motocicleta.
                De bicicleta empreenderam fuga pela Av. Afonso Arinos de Melo Franco.  Deixaram a bicicleta e adentraram no táxi obrigando o motorista a leva-los para a Rocinha.
                Todas as imagens foram registradas pelo nosso sistema de câmeras e estão gravadas para possível identificação dos malfeitores.  Solicitamos que a empresa efetivasse Registro de Ocorrência (R.O) na 16ª DP.
                A moto que era usada pelos assaltantes e que fora abandonada no bosque foi recolhida por viatura da Polícia Militar.
                Nas 2 ocorrências (fato 1 e fato 2) levamos ao seu conhecimento imediatamente após os ocorridos e fomos visitados pelo seu representante Ten. Potenti, que iniciou incontinente os procedimentos que o caso exigia.  Recomendamos em todas as ocasiões que fossem realizados R.O na 16ª DP.
 
Após mais esta ocorrência de 20.08.15, somada a nossa solicitação de 06.08.15 esperamos uma tomada de decisão do Batalhão, para nosso atendimento.
Observa-se que estamos com dia (quinta feira), horário (entre 05h30 e 06h), local e “modus operandi” caracterizados e definidos.
Não há como suportar estas situações nem ficarmos sem a presença constante de policiamento por motos, viaturas ou o que se fizer necessário.
O que nos move neste momento é, como já dito, a insegurança e a sensação de abandono.
Estamos em risco físico e patrimonial, colocando também em desvalorização imobiliária o nosso entorno.
Assim, mais uma vez, solicitamos suas providências em atender nossa comunidade, para devolver-nos a tranquilidade desejada.
Estamos copiando para o 31º CCS, Câmara Comunitária e Barralerta.
No aguardo de atendimento urgente de nossas solicitações, colocamo-nos à disposição.
 
Atenciosamente,
 
Sonia Magalhães
Presidente
 
ABM - Associação de Condomínios Residenciais Bosque Marapendi
Tel.: (21) 2495-6911 / 2495-9186 - Barra da Tijuca - Rio de Janeiro - RJ